Medicinais

Lavanda benefícios medicinais

Além de suas qualidades aromáticas, a lavanda possui uma ampla gama de benefícios medicinais, como acalmar o sistema nervoso, relaxar o sistema digestivo...

Além de suas qualidades aromáticas, a lavanda possui uma ampla gama de benefícios medicinais, como acalmar o sistema nervoso, aliviar o stresse ocasional e relaxar o sistema digestivo.*

Nome comum: Lavanda, Lavanda inglesa, Lavanda verdadeira, Lavanda de jardim, Lavanda comum, Lavanda de folhas estreitas

Sobrenome: Lamiaceae

Peças Usadas: Flor

Ações da erva: Antiespasmódico, Carminativo, Nervino

Benefícios para a saúde: Digestão, relaxamento, alívio do stresse

Mergulhe no doce relaxamento com lavanda.

Quais são os benefícios da lavanda?

Os usos da lavanda são vastos, variando de uma fragrância em cosméticos, sabonetes e velas a um aromatizante em gelados, e no chá de lavanda favorito por seus benefícios relaxantes à base de ervas.* De todas as partes da planta de lavanda, as flores de lavanda são as mais notáveis ​​pelos seus benefícios medicinais. Eles são compostos por uma variedade de constituintes botânicos, como flavonoides, taninos, óleos essenciais e cumarinas, que geram o aroma característico da lavanda. Quando infundido em água fervente para uma xícara calmante de chá de lavanda ou extraído em uma tintura à base de álcool, é um aliado ideal para aliviar o stresse ocasional e relaxar o sistema digestivo.* 

Lavanda
chá de lavanda

Histórico da lavanda

Historicamente, culturas de todo o mundo incorporaram a planta de lavanda nos seus boticários de ervas por sua capacidade diversificada de sustentar diferentes sistemas do corpo.* O nome latino da lavanda deriva de lavare, ou “lavar” — uma ligação inegável com seus primeiros usos. Os antigos gregos, romanos e árabes acreditavam nas suas propriedades purificadoras, usando-o para limpar feridas, facilitar a cicatrização e aliviar preocupações. À medida que o comércio global se expandia, a lavanda era partilhada em toda a Europa e Ásia, onde era usada para rituais espirituais e limpeza doméstica, destilada em óleo essencial de lavanda para perfume e aplicada como fitoterápico.

Os gregos e romanos também usavam a erva pelas suas propriedades relaxantes para aliviar preocupações ocasionais, stresse e insónia.* Durante a Idade Média, a igreja católica espalhava lavanda durante os dias santos para afastar os maus espíritos, e as pessoas a espalhavam no chão para manter quartos abafados com cheiro fresco. A erva tornou-se ainda mais popular durante a peste, onde foi usada no famoso Vinagre dos Quatro Ladrões para repelir pulgas. O folclore de lavanda espalhou-se até mesmo para o reino do amor, onde foi pensado para atrair potenciais pretendentes e manter os jovens castos ao longo da história.

Descrição botânica e habitat

Com 450 variedades e cultivares nomeados de Lavandula spp., pode muito bem ser uma das ervas mais amadas e amplamente utilizadas do mundo. A espécie medicinal mais comum é a Lavandula angustifolia, que é um dos ingredientes preferidos dos chás.

A planta de lavanda vem da família das mentas e é nativa do Mediterrâneo, onde cresce bem em pleno sol e em solos pedregosos e bem drenados. Aqueles que vivem em climas secos valorizam a lavanda pela sua tolerância à seca, uma verdadeira benção para os jardineiros na nossa era de mudanças climáticas.

Esta espécie perfumada e adorada brota em hastes longas e ramificadas com cachos de flores roxas, que fornecem a maior concentração de óleos essenciais. As flores são colhidas pouco antes de serem totalmente abertas e são usadas enquanto frescas ou secas.

Quando usar lavanda

DIGESTÃO

Para um suporte digestivo suave e diário.

RELAXAMENTO

Quando você estiver pronto para encerrar o dia em paz.

ALÍVIO DE STRESSE

Sempre que precisar de aliviar de momentos intensos.

Ervas medicinais conheça mais aqui

Artigos Relacionados

Carregar mais Artigos Loading...Não há mais artigos.